terça-feira, 31 de maio de 2011

HAIKAI PRA HOJE


água tranquila de rio
fresca e cristalina
lava a alma do poeta e os olhos da menina
[Lineu Cotrim]

APRENDENDO A LER OS SINAIS

Os sinais estão por toda a parte. Às vezes, aparecem no corpo sob a forma de sintomas ou doenças e às vezes aparecem na casa.
Quando estamos equilibrados e conectados ao fluxo da vida nos sentimos bem e dispostos. Nestes momentos, a casa, ou o quarto, torna-se um lugar onde recuperamos a energia despendida durante o dia e somos acolhidos carinhosamente para conexão com algo maior.
Porém, em certas ocasiões, entramos em ambientes que parecem querer nos dizer algo. É como um peso ou uma sensação de que algo está fora do lugar. Pode ser um sentimento de agitação interna, tristeza, apatia ou simplesmente somos "expulsos" daquele lugar.
Nossa casa reflete diretamente o que estamos sentindo por dentro. As emoções internas ficam expostas em paredes, armários e gavetas. Memórias e eventos ficam gravados nos ambientes e expressam a necessidade de serem solucionados.
Na perfeição do Universo, recebemos sinais de todas as formas para olharmos para dentro de nós na busca de resolvermos as pendências emocionais que ainda não foram devidamente olhadas.
Assim como a casa dá sinais de questões mal resolvidas, o corpo também o faz.
Muito já se escreveu sobre a origem metafísica das doenças e já temos referências excelentes que nos dão pistas quase certeiras para a relação entre os sintomas e suas causas emocionais.
Os pulmões que falam sobre as tristezas; a tireóide que se relaciona com o que não falamos ou tivemos que engolir; o fígado e a raiva acumulada; os pés e pernas que não nos deixam caminhar na vida, e por aí vai. Para aqueles que querem se aprofundar no assunto recomendo a obra de Louise Hay — Cure seu Corpo, que aborda essa relação com maestria.
O mais importante é que possamos ficar atentos aos sinais que nossa casa e nosso corpo nos dão o tempo todo. A casa é a morada do nosso corpo. O corpo é a morada da nossa alma. Nossas emoções e pensamentos ficam impressas e expressas no corpo e na casa.
E podemos dar voz a essa casa e ao corpo como forma de compreendermos quais sentimentos estão presentes e que precisam de uma conversa carinhosa e compreensiva.
Podemos até começar uma terapia limpando gavetas e armários, arrumando a bagunça da casa ou eliminando aquele quartinho de despejo esquecido na garagem.
Os efeitos muitas vezes surpreendem até os mais céticos e resistentes.
Entrar em conexão com a casa e com o corpo pode encurtar o caminho para a solução de questões emocionais há tempo esquecidas dentro de nós.
Quando temos um terapeuta experiente ao nosso lado, ganhamos perspectiva sobre o problema e ampliamos nossa visão sobre os sinais. E esse "amigo" pode nos reconduzir ao caminho da solução que está sempre dentro de nós mesmos.
Desconfie daqueles que dizem "ter" a solução. A solução está sempre dentro de nós.
O caminho da mudança é observar os sinais externos e voltar a atenção para o interno em busca da solução. O terapeuta — ou coach — é apenas alguém que nos apóia e reconduz a olhar para dentro. E é muito reconfortante ter essa pessoa para nos apoiarmos em momentos delicados assim.
Confie na sua intuição e nos sinais que estão à sua volta. É a sua alma falando com você.
[Nathalie Favaron]

PENSAMENTO DO DIA

"É no coração do homem que reside o princípio e o fim de todas as coisas." [Liev Tolstói]

segunda-feira, 30 de maio de 2011

PRECE AOS EXUS



Senhor! Pai e criador pedimos a permissão de chamar nossos irmãos EXUS para que dentro da TUA lei divina venham nos confortar.
Amigos EXUS, eu vos peço com humildade, tua força e teu poder sobre nossos caminhos.
Tu que deténs o conhecimento do positivo e do negativo, possa interceder por mim com sua magia e seu amor dentro do merecimento do meu livre arbítrio.
Combatei todo o mal que porventura tenha sido jogado no meu caminho e dos meus irmãos através de pensamentos, palavras ou magia de algum irmão, cujo ódio ou vaidade o tenha induzido a praticar contra nós ou contra qualquer irmão encarnado ou desencarnado.
Abra meus caminhos para que meus esforços alcancem as conquistas das quais serei merecedor.
Defendei minha família e protegei nossos passos pela trajetória terrena.
Livrai - nos, oh meu irmão EXU, dos espíritos malévolos que pela ignorância e falta de humildade teimam em nos obsedar.
Conduz estes espíritos à claridade e inspiramos a modificar nossos defeitos para que possamos cumprir com êxito nossa provação terrena.
Que sobre a orientação mais elevada, tu EXU, interceda sobre nossos caminhos com tua luz e teu poder.
Que em cada chegada possa encontrar em meu corpo e em meu pensamento: amor, fé, humildade e respeito, facilitando assim teu trabalho na esfera terrena.
Que assim seja! Salve o povo da rua. Salve! Salve! Salve!
[enviado por Flor Ribeiro]

QUEBRANDO OS CONDICIONAMENTOS

O crescimento interior é o maior desafio da vida. Por essa razão, muitos preferem continuar no estágio imaturo, apoiados em muletas, que tanto podem ser outros seres humanos, como as ilusões em que a mente lhes faz acreditar.
Uma das principais a que se apegam, é a de que não possuem a força necessária para se transformarem, pois são fracos e incapazes. Muitas vezes estas foram frases ouvidas durante o seu desenvolvimento e, por essa razão se transformaram em crenças, que foram incorporadas como verdades absolutas.
Quebrar estes condicionamentos a que todos fomos expostos, não é fácil, pois exige muita determinação e coragem. E, principalmente, uma disposição inabalável de ser feliz.
Se você acredita plenamente que tem este direito, e o considera algo que ninguém pode lhe roubar, certamente terá toda a energia necessária para conquistá-lo.
Muitas pessoas acreditam que felicidade é uma espécie de troféu, que somente alguns vieram qualificados para conquistar. Mas, é possível, sim, para qualquer ser humano, vivenciar um estado interior de alegria, independente dos julgamentos exteriores.
Ele precisa direcionar o seu olhar em outra direção, para dentro de si, onde encontrará a fonte original de harmonia e paz que todos trouxemos quando chegamos ao mundo. 
Ela está sempre presente, mas é sufocada pelas falsas verdades que nos foram impostas e que nós, inconscientemente, assimilamos. Agora é preciso que façamos o caminho de volta, libertando-nos dos condicionamentos para que possamos encontrar nossa face original.

"Depende de cada pessoa o que ela gostaria de fazer com a sua vida. A vida não é preordenada. Ela é uma oportunidade. O que você fará com ela depende de você. Essa liberdade é a prova de que você é uma alma, essa liberdade é a dignidade de você ser uma alma.
Ter uma alma significa que você tem o poder de escolher o que você quer fazer. E a coisa interessante é que você pode ter passado por alguns atos e situações milhares de vezes e, ainda assim, você pode sair fora disso, livrar-se disso, neste exato momento, se você assim decidir.
Mas o que acontece é que a mente tem a tendência de seguir o curso que oferece a menor resistência. 
Religiosidade é a capacidade de decidir. É um esforço para fazer com que as coisas aconteçam diferentemente de como têm acontecido sempre. É uma escolha, uma determinação. Repetir o que tem acontecido sempre até ontem, pode ser evitado através dessa compreensão." (Osho, Inner War and Peace)
[Elisabeth Cavalcante]

PENSAMENTO DO DIA

"Eu não posso ensinar nada a ninguém, eu só posso fazê-lo pensar." [Sócrates]

domingo, 29 de maio de 2011

POR QUE BUSCAMOS TANTO AS TAIS DICAS DE RELACIONAMENTO?



Outro dia, conversando com um grupo de amigas, disse que acreditava que nossos relacionamentos poderiam ser muito mais maduros e nós sofreríamos muito menos se aprendêssemos, desde cedo, não só em casa, mas também na escola, a como criar dinâmicas e comportamentos mais coerentes e mais conscientes.
Imediatamente, fui criticada. A autora da crítica argumentou que sentimentos não podem ser ensinados e que o amor perderia a graça se fosse teorizado numa disciplina escolar. Tentei explicar: não se trata de ensinar sentimentos, mas, sim, de usar toda a história da humanidade para compreendê-los, para perceber e admitir nossas crenças limitantes, além de valores e éticas que têm a ver com a nossa cultura, mas que nem sempre são compatíveis com o que desejamos para nossas vidas. Enfim, uma disciplina, sim, mas não para ensinar amor, já que este é um sentimento inato. Uma disciplina com "dicas de relacionamento", falando no popular.
Claro que seria embasado em pesquisas e estatísticas, bem como nas culturas e em diversos autores e estudiosos no assunto, afinal, não podemos aprender nada consistente que seja à base de "achismos". Embora devamos admitir que o conhecimento de cada um, bem como suas experiências, podem contribuir significativamente para o crescimento de todos.
Mas o fato é que cada vez mais essa idéia me fica reforçada. Basta observarmos como temos necessidade de buscar as tais dicas de relacionamentos. Claro! Muito natural! E muito bom que façamos isso, inclusive! Felizmente, temos sede de evolução, amadurecimento e felicidade! O que seria de nossa inteligência afetiva se não fossem as pessoas interessadas em compreender o complexo universo humano e, especialmente, dos sentimentos e das relações? Por isso, parabéns a quem não desiste, apesar das críticas! Apesar dos céticos...
A razão de, muitas vezes, nos sentirmos tão perdidos e confusos nos relacionamentos, nos amorosos principalmente, é que pouquíssimos receberam um norte, uma direção. A maioria nunca ouviu falar sobre como lidar com sentimentos como ciúme e insegurança de um modo saudável! Pelo contrário, nos ensinaram que o certo é fazer "joguinho" em vez de falar clara e objetivamente sobre os sentimentos. Disseram que era melhor fingir, fazer o estilo "não tô nem aí", do que expressar os verdadeiros desejos.
Sexualmente, então, o que ouvimos de bobagem ao longo da vida e até aprender, a duras penas, quem somos e o que realmente queremos, não é brincadeira! Quebramos a cara inúmeras vezes, desperdiçamos prazeres e carinhos aos montes. Enfim, ainda hoje cometemos erros primários porque estamos todos enredados na mesma armadilha!
Na tentativa de acertar e ser feliz, é claro que vamos errar sempre. Somos humanos. Somos imperfeitos. Estamos todos em processo de evolução. Mas, certamente seria bem mais fácil se aprendêssemos de uma vez por todas que o melhor é -em qualquer circunstância- sermos coerentes com o que pensamos, sentimos e fazemos. Numa simples discussão, por exemplo, se falássemos exatamente o que estamos sentindo, evitaríamos transtornos, desgastes e tristezas desnecessárias. Mas o problema é que algumas pessoas nem sabem identificar o que estão sentindo...
Por fim, deixaríamos de implorar amor, de nos sentirmos tão reféns do outro, de acreditar que temos controle total sobre os acontecimentos. Viveríamos mais espontaneamente. Aceitaríamos mais os "não", sabendo que "não querer" é um direito do outro e não um castigo pessoal. Confiaríamos mais no fluxo da vida. Perceberíamos mais o poder do tempo e como tudo vai se encaixando quando temos paciência e sabedoria para esperar, para não forçar.
Essas e outras serão as "dicas" de relacionamento que eu darei assim que conseguir aprovar uma disciplina chamada AMOR nas escolas e universidades. Porque mesmo sem saber se um dia isso vai acontecer, ainda aposto que poderíamos ser bem mais felizes se admitíssemos que não basta amar, é preciso saber como transformar esse lindo sentimento em atitudes efetivas, consistentes e construtivas!
[Rosana Braga]

PENSAMENTO DO DIA

"Uma palavra vale uma moeda. O silêncio, duas." [Talmud]

sábado, 28 de maio de 2011

HAIKAI PRA HOJE



pousada na lama,
a borboleta amarela,
com calor, se abana
[Alaor Chaves]

21 CONSELHOS PARA VIVER MELHOR

As universidades HARVARD e CAMBRIDGE publicaram recentemente um compêndio com 20 Conselhos saudáveis para melhorar a qualidade de vida de forma prática e habitual :


01 - Um copo de suco de laranja
Diariamente para aumentar o Ferro e repor a vitamina C.

02 - Salpicar canela no café
Mantém baixo o colesterol e estáveis os níveis de açúcar no sangue.

03 - Trocar o pãozinho tradicional pelo pão integral
O pão integral tem 4 vezes mais fibra, 3 vezes mais zinco e quase 2 vezes mais Ferro que tem o pão branco.

04 - Mastigar os vegetais por mais tempo
Isto aumenta a quantidade de químicos anticancerígenos liberados no corpo. Mastigar libera sinigrina. E quanto menos se cozinham OS vegetais, melhor efeito preventivo têm.

05 - Adotar a regra dos 80%
Servir-se menos 20% da comida que costuma comer, evita transtornos gastrintestinais, prolonga a vida e reduz o risco de diabetes e ataques de coração.

06 - LARANJA
O futuro está na laranja,  que reduz em 30% o risco de câncer de pulmão.

07 - Fazer refeições coloridas como o arco-íris
Comer DIARIAMENTE, uma variedade de vermelho, laranja, amarelo, Verde, roxo e branco em frutas e vegetais, cria uma melhor mistura de antioxidantes, vitaminas e minerais.

08 - Comer pizza, macarronada ou qualquer outra coisa com molho de tomate
Mas escolha as pizzas de massa fininha.  O Licopeno, um antioxidante dos tomates pode inibir e ainda reverter o crescimento dos tumores; e mais é melhor absorvido pelo corpo quando os tomates estão em molhos para massas ou para pizza.

09 - Limpar sua escova de dentes e trocá-la regularmente
As escovas podem espalhar gripes e resfriados e outros germes. Assim, é recomendado lavá-las com água quente pelo menos quatro vezes à semana (aproveite o banho no chuveiro), sobretudo após doenças, quando devem ser mantidas separadas de outras escovas.

10 - Realizar atividades que estimulem a mente e fortaleçam sua memória
Faça alguns testes ou quebra-cabeças, palavras-cruzadas, aprenda um idioma, alguma habilidade nova...  Leia um livro e memorize parágrafos; escreva, estude, aprenda. Sua mente agradece e seus amigos também, pois é interessante conversar com alguém que tem assunto.

11 - Usar fio dental e não mastigar chicletes
Acreditem ou não, uma pesquisa deu como resultado que as pessoas que mastigam chicletes têm mais possibilidade de sofrer de arteriosclerose, pois tem os vasos sanguíneos mais estreitos, o que pode preceder a um ataque do coração.  Usar fio dental pode acrescentar seis anos a sua idade biológica porque remove as bactérias que atacam aos dentes e o corpo.

12 - Rir
Uma boa gargalhada é um pequeno exercício físico: 100 a 200 gargalhadas equivalem a 10 minutos de corrida. Baixa o estresse e acorda células naturais de defesa os anticorpos.

13 - Não descascar com antecipação
Os vegetais ou frutas, sempre frescos, devem ser cortados e descascados na hora em que forem consumidos.  Isso aumenta os níveis de nutrientes contra o câncer. Sucos de fruta têm que ser tomados assim que são preparados.

14 - Ligar para seus parentes/pais de vez em quando
Um estudo da Faculdade de Medicina de Harvard concluiu que 91% das pessoas que não mantém um laço afetivo com seus entes queridos, particularmente com a mãe, desenvolvem alta pressão, alcoolismo ou doenças cardíacas em idade temporã.

15 - Desfrutar de uma xícara de chá
O chá comum contém menos níveis de antioxidantes que o chá Verde, e beber só uma xícara diária desta infusão diminui o risco de doenças coronárias.  Cientistas israelenses também concluíram que beber chá aumenta a sobrevida depois de ataques ao coração.

16 - Ter um animal de estimação
As pessoas que não têm animais domésticos sofrem mais de estresse e visitam o médico regularmente, dizem os cientistas.  Os mascotes fazem você sentir-se otimista, relaxado e isso baixa a pressão do sangue. Os cães são os melhores, mas até um peixinho dourado pode causar um bom resultado.

17 - Colocar tomate ou verdura frescas no sanduíche
Uma porção de tomate por dia baixa o risco de doença coronária em 30%, outras vantagens são conseguidas atráves de verduras frescas.

18 - Reorganizar a geladeira
As verduras em qualquer lugar de sua geladeira perdem substâncias nutritivas, porque a luz artificial do equipamento destrói os flavonóides que combatem o câncer que todo vegetal tem.  Por isso, é melhor usar á área reservada a ela, aquela caixa bem embaixo ou guardar em uma vasilha escura e bem fechada.

19 - Comer como um passarinho
A semente de girassol e as sementes de sésamo nas saladas e cereais são nutrientes e antioxidantes.  E comer nozes entre as refeições reduz o risco de diabetes.

20 - Uma banana por dia quase dispensa o médico
A banana previne a anemia, a tensão arterial alta, melhora a capacidade mental, cura ressacas, alivia azia, acalma o sistema nervoso, alivia TPM, reduz risco de infarto, e tantas outras coisas mais, então: é ou não é um remédio natural contra várias doenças?

21 - E, por último, um mix de pequenas dicas para alongar a vida


• Comer chocolate
Duas barras por semana estendem um ano a vida. O amargo é fonte de ferro, magnésio e potássio..

• Pensar positivamente.
Pessoas otimistas podem viver até 12 anos mais que os pessimistas,  que, além disso, pegam gripes e resfriados mais facilmente, são menos queridos e mais amargos.

• Ser sociável
Pessoas com fortes laços sociais ou redes de amigos têm vidas mais saudáveis que as pessoas solitárias ou que só têm contato com a família.

• Conhecer a si mesmo
Os verdadeiros crentes e aqueles que priorizam o 'ser' sobre o 'ter'  têm 35% de probabilidade de viver mais tempo, e de ter qualidade de vida...
'Não parece tão sacrificante, não é verdade?  Uma vez incorporados, os conselhos, facilmente tornam-se hábitos.

AS CORES E SUAS VIBRAÇÕES



Vibração é vida e vida é consciêনকিয়া. Todas as formas de vida são emanações da luz Divina e fragmentos da consciência Universal.
O som, a música, a cor, a luz, os minerais, os vegetais, os pensamentos, a oração, as formas geométricas, tudo vibra, embora em freqüências variadas.
Os estudos sobre as cores começam com a ação da luz, presença divina aqui também; é ela que dá forma, espacialidade... e cor! A luz branca contém todas as cores visíveis e muitas delas podem ser percebidas pelo olho humano em função de seu comprimento de onda, em seu amplo espectro, que varia da alta energia na cor violeta até a baixa energia na cor vermelha.
Sabemos todos muito bem da importância delas em nossa vida, em nosso estado de espírito; temos que reconhecer que nos transmitem sensações, emoções, sentimentos, colocando em foco também fatores energéticos, psicológicos, metafísicos... vamos conferir a atuação destes aspectos em nossa alma?

— Branco: (união de todas as cores): Paz, pureza, força divina, paranormalidade, curas espirituais.
— Violeta: (unidade de todas as forças): Plenitude espiritual, transmuta energia negativa em positiva, resgata auto-estima e ajuda a vencer qualquer tipo de vício.
— Azul: Equilíbrio, tranqüilidade, idealismo, paz, segurança, cooperação, integridade.
— Verde: Trabalha cura física. Ativa energia psíquica, harmonia, flexibilidade, comunicação, capacidade de renovação.
— Dourado: Elo de comunicação entre planos sutis.
— Amarelo: Desenvolve o intelecto, a inteligência, imaginação, sabedoria e liderança.
— Laranja: Força telúrica, concretiza objetivos, ativa capacidade de realização.
— Rosa: Afetividade. Vibra o amor em todos os sentidos, romantismo, sensibilidade, motivação, meiguice.
— Vermelho: Impulsividade, paixão.
— Marrom: Responsabilidade, conservadorismo.
— Preto: Conhecimentos ocultos, mistérios, isola energia negativa.
— Multicolor: Muita energia, alegria.

CORES X DIA DA SEMANA
Cada dia da semana vibra uma cor distinta. Use-as para harmonização através de flores, velas ou roupas etc.:

— 2ª feira - Branca - Arcanjo Gabriel - para receber boas notícias.
— 3ª feira - Vermelha - Arcanjo Khamael - abertura caminhos e problemas c/ justiça.
— 4ª feira - Verde - Arcanjo Raphael - para saúde.
— 5ª feira - Azul - Arcanjo Tzadkiel - para prosperidade e abundância.
— 6ª feira - Rosa - Arcanjo Hanniel - para o amor em todos os sentidos.
— Sábado - Lilás - Arcanjo Tzapkiel - para nosso crescimento e evolução espiritual.
— Domingo - Amarela ou Laranja - Arcanjo Miguel - para proteção.
[Miriam Carvalho]

PENSAMENTO DO DIA


"São as pessoas "dificeis" que nos engrandecem, não aquelas que nos aplaudem. As dificeis nos desafiam a mudar, as que aplaudem nos deixam iguais." [Alguém]

sexta-feira, 27 de maio de 2011

HAIKAI PRA HOJE



Saber é pouco
Como é que a água do mar
Entra dentro do coco?
[Paulo Leminski]

EM BUSCA DO GOZO PERFEITO


Segundo o espírito Joanna de Angelis pela psicografia de Divaldo Pereira Franco, em "O ser consciente", o sentido e o significado da vida centra-se na busca e no encontro da felicidade, que constitui o mais frequente desafio existencial responsável pelas contínuas relações humanas. A felicidade, por isso, torna-se difícil de ser lograda e, não raro, muito complexa, diferindo de conteúdo entre si mesma e os grupos sociais. Confundida com o prazer, descaracteriza-se, fazendo-se frustrante e atormentadora. A visão de felicidade é sempre distorcida, levando o indivíduo a considerar que quando não se encontra feliz, algo não está bem, o que é uma conclusão incorreta.
E conclui Joanna de Angelis: O sonho humano de felicidade é róseo, assinalado pelo conforto, o ócio e o poder, graças aos quais se desfrutaria de bem-estar e gozo, inadvertidamente considerados o seu logro. Essa busca do self profundo, deve superar e mesmo arrebentar as resistências inibidoras, o sentimento de culpa, cujas energias serão canalizadas para a conquista da felicidade.
No planeta Terra, o homem é a única espécie que busca a satisfação e o prazer na experiência vital. No entanto, perseguido e desejado há milhares de anos, o gozo ainda encontra-se em sintonia com a sua natureza animal e imperfeita.
Na verdade, o problema em si não é o gozo, mas os desequilíbrios psíquico-espirituais decorrentes da busca de satisfações que revelam o lado sombrio e perverso do ser inteligente.
O sadismo que envolve o prazer com o sofrimento alheio, ou o sadomasoquismo - sadismo + masoquismo - que é a busca do prazer na relação sexual por intermédio de técnicas que provocam dor física e níveis de sofrimento, são exemplos de tais desequilíbrios...
Nesse sentido, o gozo do sádico pode estar na crítica contumaz, no deboche, no sarcasmo, na prática do bullyng, nas perversões sexuais. Mas, principalmente, na psicopatia, quando o indivíduo manipula, seduz ou mata com o objetivo de sentir prazer com o sofrimento provocado às suas vítimas.
O gozo em desequilíbrio está no estuprador, no pedófilo, no corrupto, no pistoleiro de aluguel e em toda forma de aberração humana que tem no uso da violência explícita e implícita, a sua ferramenta preferida.
A busca desemfreada pela satisfação pode estar na compulsividade do ato sexual, no ato repetitivo de quem procura na dependência química a razão de viver, na idolatria - narcísica - do corpo ou no prazer mórbido de fuxicar a vida alheia.
Enfim, a busca pelo gozo impulsivo encontra-se subentendido em todas as formas de desquilíbrios psíquicos e espirituais, pois são milênios de existência do espírito imortal, cujas trajetórias vitais são repletas de escolhas comprometedoras no âmbito das Leis Naturais que regem o universo.
No entanto, também faz parte dessa caminhada existencial, a busca consciente por uma vida saudável - o gozar a saúde -, onde o equilíbrio psíquico-espiritual é a meta a ser alcançada. É quando exteriorizamos a alegria da vida através do lúdico, das relações interpessoais, do amor e sexo nas relações afetivas e da espiritualização como um indispensável componente no contexto da existência.
Nessa direção, o desafio do homem do terceiro milênio - o homem novo - é usar em benefício próprio e do outrem, o conhecimento acumulado de muitas vidas do espírito imortal. Para que isso ocorra de uma forma coletiva, encontra-se à sua disposição para ser manipulada em múltiplas finalidades, a sutil energia que emana da Fonte Universal.
Como exemplos, encontramos essa sutil energia no reiki, no passe espírita (fluidoterapia), florais e demais formas energéticas de tratamento consideradas "informais ou alternativas" pela ótica materialista. É encontrada também na prece espontânea, na prática da caridade desisteressada, no processo de reforma íntima e na meditação, entre outros.
Portanto, a busca pelo gozo associada ao vínculo de sua interdimensionalidade, eleva-se à natureza transcendental e reivindica espaço no contexto da vida humana.
Conhecer e fazer uso equilibrado dessa sutil energia que cura e renova o "homem velho", é investir no autoconhecimento e na saúde integral. Desconsiderá-la é abdicar de algo que lhe pertence e que não é usado em benefício próprio.
A vida é feita de escolhas e a cada reencarnação o indivíduo encontra-se diante do eterno dilema: ser ou não ser. E como já ocorreu no passado, a inconsciência do efêmero ou a consciência do eterno, deve, mais uma vez, confundir o homem velho,  mas não o homem novo que desafia o presente em busca de um encontro com a felicidade, ou seja,  o gozo perfeito.
[Flávio Bastos]

PENSAMENTO DO DIA


"Quase sempre, somos escravos de nossas crenças." [Lineu Cotrim]

quinta-feira, 26 de maio de 2011

SE EU QUISER FALAR COM DEUS



Se eu quiser falar com deus
Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nós
Dos sapatos, da gravata
Dos desejos, dos receios
Tenho que esquecer a data
Tenho que perder a conta
Tenho que ter mãos vazias
Ter a alma e o corpo nus

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que aceitar a dor
Tenho que comer o pão
Que o diabo amassou
Tenho que virar um cão
Tenho que lamber o chão
Dos palácios, dos castelos
Suntuosos do meu sonho
Tenho que me ver tristonho
Tenho que me achar medonho
E apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que me aventurar
Tenho que subir aos céus
Sem cordas pra segurar
Tenho que dizer adeus
Dar as costas, caminhar
Decidido, pela estrada
Que ao findar vai dar em nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Do que eu pensava encontrar

[Gilberto Gil]

FLORES E JOIAS SUTIS


Hamendras estava muito confuso. Seu mestre, Ram Gopal, havia partido para o mundo espiritual e, antes de sair do corpo, disse-lhe:
"Ensinei a você tudo o que eu sei. Não fique triste com a minha partida. Você bem sabe que o traço característico da existência terrestre é a impermanência.
Vivemos sob os auspícios da Mãe Terra apenas por um tempo, mas logo o Pai Espiritual requer nossa volta para o plano estelar.
Vim para a Terra, vivi a experiência humana, trabalhei as emoções, quebrei o ego e equilibrei-me na consciência serena. Agora, volto para a natureza extrafísica surfando nas ondas luminosas do Amor Supremo.
Quando se lembrar de minha passagem pela Terra, não faça cultos ou devoções místicas em minha homenagem. Vá até o jardim mais próximo e veja as flores desabrochando. Elas são minhas irmãs. Observando-as, transformará sua saudade em alegria.
Perceberá que também desabrochei na vida terrestre e espalhei entre os homens beleza, perfume e cores espirituais.
Por favor, sinta-se bem e siga seu caminho com discernimento, amor, alegria e paciência. Voarei agora para casa, pois o Senhor me espera em seu jardim espiritual.
Ah, não se esqueça do nosso ensinamento mais importante: sempre erga a mente além das ilusões dos sentidos e abra o coração em agradecimento ao Amor Maior que é a Luz de todos nós. Quando agradecemos com sinceridade, quebramos o ego e ficamos plenos de alegria transcendental.
Fique em paz, meu filho. Seja querida flor e desabroche as pétalas de luz do seu coração entre os homens.""
Hamendras tinha a clarividência desenvolvida e viu o momento em que Ram Gopal desprendeu-se da carcaça física. A seguir, cremou o corpo de seu guru e foi meditar.
Sentia-se estranho, dividido. Parte dele queria desprender-se do corpo e seguir o mestre, mas parte dele sabia que tinha um tempo a cumprir na Terra.
Procurando equilibrar-se, lembrou-se de uma prática espiritual que o mestre lhe ensinara. Concentrou-se no chacra frontal e encheu o centro interno da testa de suave luz.
A seguir, deslizou a consciência até o meio interno do peito e visualizou uma linda flor em botão. Suavemente, começou a desabrochá-la com pensamentos de paz e amor.
Camada por camada, as pétalas foram se abrindo...
Para a surpresa de Hamendras, surgiu, bem no centro da flor aberta, uma brilhante joia. Usando o coração como veículo, ela comunicou-se sutilmente com ele, pela via das percepções espirituais, e disse-lhe:
"Sou Ananda, a joia espiritual. Vejo que Ram Gopal ensinou-lhe muito bem. Mas ele era apenas seu mestre externo. Sua função era ensiná-lo como chegar até meu brilho.
Agora que me achou em seu próprio peito, cesse a busca externa e a tristeza.
Sempre estarei aqui. Quando quiser, é só fazer a flor abrir que surgirei bem no centro dela. E, seguindo as intuições que lhe darei, você será uma linda flor entre os homens. Eles não perceberão nosso brilho, mas espalharemos juntos a beleza, o perfume e as cores espirituais.
No devido tempo, iremos nos juntar a Ram Gopal nos belos jardins do Senhor, além das luzes da Terra. E aí, meu querido, brilharemos mais, e para sempre..."
Desse momento em diante, Hamendras iluminou-se e tornou-se o mestre das flores.
E quando alguém perguntava qual era a origem do brilho de seus olhos e de seu sorriso, ele apenas dizia: "É que mora uma joia dentro do meu coração e, também, porque um dia Ram Gopal ensinou-me a sempre agradecer ao Amor Maior e ser uma flor entre os homens."
OM TAT SAT! (Texto extraído do livro "Falando de Espiritualidade" - Editora Pensamento).
[Wagner Borges]

PENSAMENTO DO DIA


"A defesa de uma má causa é sempre pior do que a própria causa." [Baltasar Gracián]

quarta-feira, 25 de maio de 2011

SOBRE OS SONHOS



Todos os dias, ao dormirmos, nossa mente consciente entra em um estado de repouso, com baixa atividade, mas isso não significa que estamos totalmente inativos. O inconsciente que, na verdade, ocupa a maior parte do trabalho mental, permanece elaborando material de diversas origens, construindo aquilo que chamamos de sonhos. Dessa forma, apesar de muitas vezes dizermos que dormimos e não sonhamos, isso nunca acontece. Apenas não nos lembramos deles.
Mas o que é um sonho? Ele tanto pode ser uma atividade dos conteúdos reprimidos do inconsciente, quanto ser uma atividade espiritual de projeção da consciência adormecida.
Essa vivência espiritual pode levar a encontros com outras individualidades em estado fora do corpo físico, pode levar a recordações de vidas passadas, ou ainda à captação de registros sobre perspectivas futuras, naquilo que chamamos de premonição.
Todas essas possibilidades ocorrem com freqüência muito maior do que imaginamos e é preciso saber distingui-las daquelas outras provindas do inconsciente. A principal diferença está no fato de que o material inconsciente se apresenta em formatos simbólicos e quase nunca reais, utilizando-se de símbolos universais e símbolos pessoais, fruto das experiências de cada pessoa.
Já as projeções da consciência, possuem imagens e histórias mais reais, com encontros com pessoas falecidas, vivência de fatos em outras épocas da história, ou visão de acidentes e ocorrências que poderão se suceder.
Mas os conteúdos do inconsciente é que irão marcar a maioria de nossos sonhos, acontecendo quase que diariamente.
Sua construção se baseia no fato de que ao longo de nossa vida, principalmente, nos anos da infância, existem frustrações inevitáveis de nossos desejos que nem sempre conseguimos elaborar. Elas então são reprimidas para a zona inconsciente, como uma forma de proteção do psiquismo contra uma angústia que ele não consegue suportar.
Contudo, esse material, apesar de reprimido, continua ativo, e vai sendo, inclusive, alimentado por novas ocorrências que se lhe assemelham, fortalecendo o fato anterior naquilo que vai se tornando um complexo. Pois, ao longo da vida, a força desse material gera estados de insatisfação, ansiedade e angústia, sendo muitas vezes despertado por ocorrências que funcionam como um gatilho para a sua eclosão, que será quase sempre através da emoção reprimida, sem que o fato que lhe corresponda venha à tona.
Como esses acontecimentos vão se tornando insuportáveis para a mente consciente, marcados por muita angústia, ao dormir o inconsciente libera parte desses fatos e suas emoções como uma forma de aliviar as tensões intrapsíquicas. Para que o consciente não realize a censura que reprimiu o conteúdo originalmente, então, os fatos emergem em um formato simbólico, como que a tentar enganar as forças repressoras da mente. Basicamente isso é um sonho produzido pelo inconsciente diariamente.
Claro que, para explicar melhor esse mecanismo, necessitaríamos aprofundar outros conceitos psicanalíticos que não caberiam neste espaço. Mas escrevemos estas linhas para mostrar a importância dos sonhos em nossas vidas. Sem eles provavelmente enlouqueceríamos, pois o psiquismo não suportaria suas tensões internas.
Mas a importância dos sonhos reside também no fato de que, ao conseguirmos interpretá-los, podemos compreender melhor as forças inconscientes que governam nossas vidas, os fatos do passado que não foram devidamente resolvidos e que continuam à espera de solução, interferindo nas nossas decisões e estados emocionais. É como se esses fatos ficassem exigindo sua repetição para que, então, dêem outro final à sua história. Eles nos levam, assim, a fazermos coisas que não gostaríamos, mas que buscamos inconscientemente. Interpretando os sonhos, podemos tornar conscientes essas demandas do inconsciente, passando a ter mais lucidez sobre nossas decisões.
[João Carvalho Neto] — Psicanalista, autor dos livros "Psicanálise da alma" e "Casos de um divã transpessoal".

PENSAMENTO DO DIA

"Amar não é aceitar tudo. Aliás: onde tudo é aceito, desconfio que haja falta de amor." [Vladimir Maiakovski]

terça-feira, 24 de maio de 2011

HAIKAI PRA HOJE



E cruzam-se as linhas
no fino tear do destino.
Tuas mãos nas minhas.
[Guilherme de Almeida]

SEJA TERAPEUTA DE SI MESMO!

"Pedi e dar-se-vos-á; buscai e encontrareis; batei e abri-ser-vos-á. Porque aquele que pede, recebe; e o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á".
(Jesus Cristo)
Poucos conhecem -ou acreditam-, mas existem tratamentos sutis e energéticos à base de pensamento elevado. Terapia que não onera o bolso de ninguém e proporciona, a quem acredita, benefícios em relação ao objetivo desejado. No mundo atual, cada vez mais somos induzidos à estratégia da propaganda, ou seja, ao jogo da sedução que exerce um poder hipnotizador sobre nossas mentes. Muitas vezes, sem percebermos, consumimos por indução ou ficamos à mercê de publicidades, que através da mídia, encarrega-se de nos receitar fórmulas da felicidade baseadas na prática e modelo consumista.
Manipulados psicologicamente e absorvidos pelo poder de sedução que dita regras de comportamento social estimulado pela moda, vamos, gradualmente, despersonalizando-nos e perdendo a capacidade de discernir sobre o que é mais importante ou prioritário para a nossa vida.
Desta forma, aproximamo-nos da dimensão da matéria e seus prazeres imediatos, supérfluos e nos distanciamos de nossa natureza espiritual, que quando associada às experiências da realidade física, proporciona-nos aprendizados que visam o amadurecimento do espírito.
A robotização proporcionada pelo poder de sedução do sistema alicerçado no materialismo gera indivíduos alienados de sua condição espiritual, já que o pensamento imediatista destas pessoas gira em torno de um conjunto de valores - e crenças - que determina uma tendência fundamentada em interesses lucrativos.
"Fugir" desta robotização, ou seja, do processo de despersonalização em massa, não é simples, pois exige do indivíduo, coragem para ir na contra-mão de poderosos interesses. E desafiar o poder exige uma indispensável ferramenta: a lucidez.
Gerada pelo poder de sedução do modelo materialista, a robotização, além de despersonalizar o indivíduo e agir sobre a sua auto-estima, ajuda a criar distâncias entre as camadas sociais. Nesse sentido, imperceptivelmente, a discriminação torna-se fator de geração de doenças pelo processo de somatização, pois, sentir-se excluído ou incapaz de atingir um patamar social que garanta uma melhor qualidade de vida para si e seus familiares, é motivo de desequilíbrios na esfera psíquico-espiritual.
Portanto, a "terapia gratuita" que poucos conhecem ou praticam no mundo ocidental, pode ser a prece espontânea. Ao elevarmos sistematicamente o nosso pensamento, geramos internamente uma energia compatível com o objetivo de nossas intenções, ou seja, a transparência das nossas intenções é regra básica para determinar -ou não- a alteração de nossa sintonia ou a mudança de nossa atitude diante da vida.
Outra opção de tratamento gratuito é a meditação, que quando elevada em forma de pensamento, possui a mesma qualidade terapêutica ou energético-curativa- da prece espontânea.
Como sugestão, tanto numa opção quanto na outra, podem ser utilizadas palavras-chave de significado transcendental como "força, serenidade e equilíbrio", entre outras.
Força significa reação a uma situação estabelecida (o problema em si). Serenidade nos remete à busca por paz interior.  Equilíbrio, por sua vez, une os dois significados anteriores em busca do discernimento e lucidez para entender o que se passa consigo, até o indivíduo atingir ou retomar o equilíbrio psíquico-espiritual.
Na prática da sugestão, ao mentalizarmos as três palavras-chave em nossa prece ou meditação, podemos ouvir uma música que eleve a alma, ou se preferirmos, simplesmente o silêncio.
No entanto, é importante mentalizarmos um ambiente de paz e harmonia. Por exemplo, a visualização do sol, do mar ou de uma cachoeira, representam a força da natureza. A serenidade pode ser representada por um campo florido ou um lago iluminado pelo sol ou lua cheia. O equilíbrio representado pelo ecossistema que relaciona-se à harmonia da imagem visualizada como um todo.
No conjunto da imagem, podemos visualizar no fundo o mar iluminado pela energia solar, e mais à frente, um campo coberto de flores e esvoaçantes borboletas. Ao mesmo tempo que visualizamos  -de olhos fechados- essa harmoniosa imagem, repetimos mentalmente: "força, serenidade, equilíbrio"...
Entre os espiritualistas, independente de religiões, existe uma orientação natural que nos remete a um poder oculto (fé) que existe em cada um de nós. Poder que, quando despertado, é capaz de transformar realidades.
Contudo, contrário à essa orientação natural, existe um dito popular que nos remete a um direcionamento materialista associado ao mundo dos negócios e do lucro: "Tudo que de graça é dado, é pouco valorizado". Mesmo assim, vale a pena aproveitar a energia do universo acessível a todos os seres inteligentes e ser terapeuta de si mesmo...
A sugestão, porém, não tem a pretensão de induzir ninguém a uma ideologia, mas chamar a atenção para o discernimento necessário no sentido de cada indivíduo valorizar o que é importante para a sua vida. E a partir dessa clareza de intenções, priorizar ações em benefício de seu crescimento integral que envolve a saúde física e mental, o profissional, o social e o espiritual.
[Flávio Bastos] — www.flaviobastos.com